ROTEIRO PARA CORTE E SOLDA NA SEGURANÇA DO TRABALHO

Sábado, 28 Novembro 2015 03:54
Avalie este item
(9 votos)

 

Nestas operações estão sempre presentes dois dos elementos essenciais do fogo ou dois lados do TRIÂNGULO DO FOGO:

fonte (s) de ignição e o oxigênio do ar, sendo o último responsável pela manutenção do processo de combustão.

O terceiro elemento ou lado do triângulo é o material combustível.

Os riscos que apresentam os trabalhos de solda variam de acordo com os locais onde estão sendo executados, ou seja:

se o local for destinado para este fim (processos de produção ou áreas isoladas em oficinas de manutenção) os riscos serão menores e será bem mais fácil tomar as medidas preventivas necessárias, entretanto quando o trabalho é decorrente da montagem de uma obra ou para execução de reparos esta tarefa será difícil, pois muitas vezes não é possível afastar os materiais combustíveis e os líquidos inflamáveis da zona perigosa.

 


 

Incêndios ou explosões podem ser provocados por:

. Efeito direto das chamas ou dos arcos elétricos:

Tanto a chama do maçarico, como o arco elétrico desprende continuamente energia, tem temperatura muito elevada e grande quantidade de calor, capazes de incendiar imediatamente materiais de fácil combustão e em tempo relativamente curto os materiais dificilmente combustíveis.


Por condução térmica:

A chama do maçarico ou o arco aquece localmente a peça até sua temperatura de fusão.

O calor absorvido no ponto de solda pode por condução provocar a inflamação de materiais combustíveis que estiverem em um ponto afastado, fora do raio de visibilidade do soldador.

Se a peça for má condutora, haverá acúmulo de calor que pode produzir processos de combustão inesperados.

• Fagulhas:

Projeções de metal incandescente lançados em torno do ponto de trabalho que podem penetrar através de frestas, aberturas, buracos e similares e atingir materiais combustíveis ou líquidos inflamáveis.

No caso de solda a arco elétrico as pontas dos eletrodos ainda quentes, são mais perigosas que as fagulhas, pois têm maior quantidade de calor.

A sobrecarga nos condutores neutros, assim como o mau contato, os defeitos no isolamento dos cabos de solda e do porta eletrodos, mau contato em tomadas e emenda de cabos, etc., podem produzir faíscas e aquecimentos capazes de inflamar os materiais estiverem em suas proximidades.


Precauções no trabalho de soldador

 

Antes do trabalho:

• Avaliar se existem materiais combustíveis na área.

• Verificar se o trabalho pode ser realizado em um lugar mais seguro.

• Livrar área de materiais combustíveis procedendo da seguinte maneira:

a) Manter os produtos sólidos a pelo menos 12 m de distância do ponto de trabalho;

b) Avaliar a separação dos materiais combustíveis com relação às condições de execução do trabalho;

c) Manter os recipientes de líquidos e gases inflamáveis (cheios ou vazios), a pelo menos 12 m de distância do ponto de trabalho;

d) Esvaziar e inertizar os reservatórios e tubulações de líquidos e gases inflamáveis.

e) Se necessário, empregar analisadores de gases para comprovar a inexistência de vapores ou gases inflamáveis.

f) Eliminar resíduos tais como: óleos; graxas; resíduos de tinta; pó; trapos e estopas impregnadas de graxa; papel; lixo e similares, sobre o piso, estrutura e nas proximidades.

• Proteger os materiais combustíveis que não puderem ser retirados:

a) Cobrindo os materiais e os elementos construtivos com lonas ou outras proteções incombustíveis e maus condutoras de calor;

b) Certificando-se de que as fagulhas de solda não irão ultrapassar as proteções e atingir os materiais;



• Cobrir com materiais incombustíveis e maus condutores de calor todas as aberturas, frestas e buracos existentes no chão, paredes ou teto, num raio de 12 m.

• Evitar a condução do calor através de tubulações e outros elementos metálicos onde será executado o trabalho:

a) Afastando os materiais combustíveis dos materiais que podem conduzir calor;

b) Procedendo o resfriamento das superfícies que podem conduzir calor.

• Evitar que possíveis chamas secundárias provoque a ignição de materiais combustíveis e propaguem o fogo através de passagens estreitas.

• Antes de utilizar o equipamento de trabalho, comprovar suas condições de manutenção e funcionamento.

• Manter no local meios adequados para extinção de incêndios (mínimo um extintor de pó ABC e uma linha de mangueiras com água até o esguicho).

Como de costume, o NRFACIL apresenta além do artigo um material completo sobre o assunto cuidadosamente selecionado pela nossa equipe:

 


 

  

     

  

  

 

 

 

 Faça também o download de um acervo para Corte e Solda:


 

 

 

Lido 2473 vezes Última modificação em Domingo, 08 Maio 2016 21:45

1 Comentário

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.