PROTEÇÃO CONTRA TOXINAS NOS AMBIENTES DE TRABALHO: UM PROGRAMA DE DETOXIFICAÇÃO

Terça, 22 Agosto 2017 18:26
Avalie este item
(2 votos)

 

No mundo moderno de hoje, estamos expostos diariamente a toxinas que roubam a saúde. Várias substâncias nocivas estão escondidas em nossos alimentos, água, ar, local de trabalho e no meio ambiente. Por sorte, existem medidas simples que podem proteger a sua saúde, ajudando a aumentar as defesas de desintoxicação natural do seu corpo e evitar o dano a longo prazo que essas substâncias perigosas podem causar.

TOXINAS COMUNS

Numerosos estudos clínicos revelam que as toxinas comuns e perigosas são armazenadas nos corpos de uma grande porcentagem da população - dentro de órgãos, fluidos, tecidos e circulação. Em muitos dos casos estudados, a carga tóxica do corpo estava além dos limites de exposição segura, conforme estabelecido pela Agência de Proteção Ambiental, uma vez que estas toxinas estão intimamente ligadas a uma série de doenças crônicas, condições ligadas ao desenvolvimento e problemas comportamentais. As toxinas causam estragos provocando inflamações crônicas, mutações de DNA, estresse oxidativo, interrupção da sinalização celular e outros danos críticos.

Algumas das toxinas e poluentes mais prevalentes encontradas dentro e ao redor de nossos locais de trabalho incluem amianto, chumbo, partículas, formaldeído, éteres dipolílicos polibromados (PDBE) e dioxinas. A exposição a esses perigos comuns para a saúde pode ser difícil de evitar completamente, dependendo do seu trabalho ou ambientes de vida. Mas, fazendo esforços regulares para desintoxicar com segurança seu corpo, local de trabalho e arredores, você pode ajudar a proteger-se e reduzir danos perigosos causados por esses venenos muito comuns. Abaixo, uma descrição detalhada desses agentes:

 

Autor: Isaac Eliaz. médico, professor, palestrante,
especialista em medicina holistica (integral)
www.dreliaz.org
publicado na Revista OHS on line

 

               

Lido 853 vezes Última modificação em Quinta, 19 Outubro 2017 09:18

4 comentários

  • Link do comentário mariano_tst Quinta, 19 Outubro 2017 13:48 postado por mariano_tst

    gostaria de ler o artigo completo??? tem que assinar?

  • Link do comentário ana maria pinho Quinta, 28 Setembro 2017 19:39 postado por ana maria pinho

    gostei bastante! parabéns

  • Link do comentário elias TST (paraty-RJ) Terça, 29 Agosto 2017 15:43 postado por elias TST (paraty-RJ)

    muito bom artigo, apenas críticas positivas a fazer, parabéns

  • Link do comentário Gláucio Terrique Sábado, 26 Agosto 2017 19:54 postado por Gláucio Terrique

    material de grande qualidade obrigado pela contribuição ao nosso "famigerado" setor

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.


Categorias: